Menstruação: mitos e verdades

*Andreza Buzaid

Traumas psicológicos e emocionais podem alterar o processo menstrual.

VERDADE. Estudos confirmam que distúrbios emocionais, como ansiedade, preocupação e estresse podem gerar ausência de menstruação ou excesso de sangramento. Portanto, os atrasos menstruais podem ser resultado de traumas, como mudanças radicais, conflitos familiares, perdas e situações graves, dentre outros.

Mulheres que convivem juntas menstruam juntas.

DEPENDE. Apesar de não existirem estudos comprovando a tese, conviver em grupos – na escola, em casa, no trabalho – também significa compartilhar diariamente os mesmos problemas emocionais, como estresse, ansiedade e o clima no ambiente de convívio. Portanto, todas são afetadas por esses fatores externos e acabam menstruando no mesmo período.

*Andreza Buzaid é psicóloga, psicanalista, psicoterapeuta de adolescentes, adulto, casal e família.

As mulheres querem mais sexo durante o período menstrual.

NEM SEMPRE. Nesse período, os hormônios nas alturas, onda de bem-estar e relaxamento, além do menor risco de gravidez, seriam fatores fundamentais para gerar mais sensualidade e desejo na mulher. Mas, vamos combinar, como manter o bom humor e a libido com tantos incômodos, como cólicas, dores no corpo e fluxo mais intenso. Por isso, a decisão por querer relações sexuais nessa fase depende mais do fator psicológico, em cada mês.

 A verdade é que a menstruação produz alterações psicológicas nas mulheres, como depressão, ansiedade, nervosismo, irritabilidade e sensibilidade, que precisam ser cuidadas, para que a função desse fenômeno natural, que é a geração de uma vida, não se transforme em sinônimo de sofrimento e angústia.

Cultura & Lifestyle, Editorial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *