As brigas em casa não param. E agora?

Não é fácil encarar o clima pesado criado por discussões frequentes entre os pais, além do medo de que isso piore e acabe em separação. Logo eles que pareciam tão felizes e feitos um para o outro. Bem-vindo ao mundo real! Seus pais não são perfeitos, como ninguém é, e a vida a dois pode ser bem complicada

E não pense que brigam por sua causa: como tantas outras pessoas que se relacionam, eles têm de lidar com uma série pressões: o sustento da casa, pagamento de contas, estresse no trabalho e até a falta de tempo para dedicar aos filhos. Todos esses fatores são gatilhos de desentendimentos em casa.

Apesar do momento de tumulto, tente se afastar e não “entrar na pilha” do casal, mostrando que ainda os respeita, apesar de assistir as brigas e não gostar do que vê.

 

*Andreza Buzaid é psicóloga, psicanalista, psicoterapeuta de adolescentes, adulto, casal e família.

Procure não tomar partido ou incentivar a briga, jogando um contra o outro com reclamações. Isso só vai piorar a situação. No fim, seus pais resolverão as diferenças e quando estiverem calmos, até em outro dia, tente conversar com cada um individualmente para mostrar como a situação o afeta.

Mas, no caso de o nível das discussões chegar à agressão física, abra o jogo com alguém em quem confie, como um parente ou amigo próximo da família, como forma de proteger-se e buscar solução.

A dica é manter-se neutro e tentar lidar com tudo isso com muita paciência e tranquilidade. Os adultos acabam se entendendo e encontrando soluções, que serão melhores para todo mundo

 

Colunistas, Editorial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *